Podopatia / Bolhas

Bolhas

Os pés são considerados como sendo uma extensão do cérebro e do coração, atuando como agente receptor e executor das atividades sensitivas, onde se inicia o processo de devolução sangüínea, permitindo ao coração e pulmões um trabalho tranqüilo e sem esforço. Infelizmente as pessoas dão pouco valor a saúde dos pés. Elas não têm consciência de sua importância no dia-a-dia. Não lhes atribuem os cuidados necessários, por acreditarem que estão protegidos e escondidos pelos calçados. Deparo no dia-a-dia com pacientes que apresentam problemas graves em seus pés por descuido ou desconhecimento em relação aos cuidados que se deve ter com eles.
A maioria dos profissionais em podologia, tem consciência e cuidados para com pacientes portador de bolha no pé, faz uso de todos meios de biosegurança disponíveis, desinfecção e esterilização dos materiais não descartáveis em estufas.
O que é bolha ?
Acúmulo de fluido entre as camadas interna e externa da pele, devido ao excesso de fricção, uso de calçado apertados, queimaduras ocasionadas pelo frio, calor ou muito sol, doenças na pele, alergias e irritações na pele provocadas por agentes químicos.
Existem vários motivos que, isolados ou combinados, proporcionam o aparecimento de bolhas. Os mais comuns são:
a) suor, que amolece a pele e a deixa mais sensível ao atrito;
b) desajuste das meias, causando uma fricção irregular entre meia e pele;
c) tomar banho quente antes de caminhar;
d) utilização de calçados inadequados e não impermeáveis; costuras ou protuberâncias internas do calçado.
Evite furar as bolhas, pois isto aumenta a possibilidade de infecção. Não mexa na bolha por 24 horas, para permitir que ela cure por si só. Elas secarão e a pele se desprenderá em uma a duas semanas. Enquanto isto, proteja a área colocando um anteparo, com uma abertura no centro, sobre a bolha. Cuidado: Se a bolha se romper acidentalmente, recorte a pele solta. Mantenha a superfície limpa lavando-a duas vezes ao dia com um sabão antibacteriano. Aplique uma pomada antibiótica e um curativo para ajudar a cicatrizar.
Observação importante: Os pacientes diabéticos devem comunicar ao seu médico ou podólogo ou a equipe de saúde de diabetes. Não manipule por si, nem deixe que 'pseudos-profissional' manipulem as bolhas que porventura apareçam nos seus pés.
Medidas preventivas:
a) Verificar o perfeito ajuste das meias, que devem ser de preferência sem ou com o mínimo de costuras possível.
b) Utilizar um calçado adequado para prática de esportes;
c) Cuidar da higiene diária dos pés, que devem ser lavados imediatamente ao final de cada etapa.
d) Passar vaselina, entre os dedos. Esses produtos diminuem o atrito da meia contra a pele e entre os dedos.
e) Não tomar banho antes de começar a andar, principalmente banhos longos e com água quente, pois a pele dos pés amolece e fica mais propensa às bolhas.
Logo que sentir uma região do pé dolorida ou sensível, pare e verifique a causa. Corrija o problema da meia ou do calçado e cubra a região com anteparo especial.

Procure um Podólogo para não ter complicações, procure consultar - se com um profissional multidisciplinar devidamente habilitado no exercício de suas atribuições.


Voltar